Veremos alguns textos bíblicos que nos ensinam que a contagem da idade cronológica é diferente da idade espiritual.

 

Como Deus contabiliza os anos?

Estudaremos alguns versículos bíblicos sobre a contagem dos anos. Veremos como Deus contabiliza os anos.

“Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio”. (Salmo 90:12)

 

Duas Genealogias

Em Gênesis 4-5, há 2 genealogias:

Gênesis 4 – genealogia de Caim.

Gênesis 5 – genealogia de Sete.

 

Na genealogia de Caim, fala de quem gerou quem, sem mencionar anos de vida.

Na genealogia de Sete, além de falar quem gerou quem, também diz com quantos anos morreu.  Adão está incluído no registro de Gênesis 5.

 

Qual a razão desta diferença?

É que para Deus, os homens de Gênesis 4 não viveram, pois estavam mortos, não nasceram de novo.  

Os que não têm vida eterna não têm seus anos contados.

As pessoas de Gênesis 5 representam os que estão em Cristo.

Sete significa “substituto”.

 

Mudar o Mês

“Este mês vos será o princípio dos meses; será o primeiro mês do ano”. (Êxodo 12.2)

 

Por que mudar o mês?

Porque é o início da história espiritual do povo de Israel, depois da morte do Cordeiro Pascal, e de passar o sangue na verga e ombreiras das portas e do povo sair do Egito.

 

Quantos nascimentos você tem?

Você já nasceu de novo?

Se não nasceu de novo, para Deus você ainda não começou a contar os seus dias.

O dia em que recebemos o sangue de Jesus para a nossa salvação é que começa a contagem dos nossos anos.

Todo o tempo no Egito não foi contado, a contagem começou no dia em que eles saíram do Egito.

 

Depois de salvos, nem todos os Dias são contados

Não somente não são contados os dias antes da conversão, como também, nem todos os dias depois da salvação são contados.

 

Idade cronológica é diferente de idade espiritual.

 

93 anos

Em Atos 13.18-22, encontramos que  Deus suportou os seus costumes no deserto por espaço de quase 40 anos (…) E depois, por quase 450 anos, lhes deus juízes, (…) e Deus lhes deu por 40 anos, a Saul (…) quando este foi retirado, lhes levantou como rei a Davi (por 40 anos, 1 Crônicas 29.27).

Somando mais 3 anos do reinado de Salomão até o início da construção do santuário, quantos anos somam?  

40 +450 + 40 + 40 + 3 = 573 anos

 

“No ano 480, depois de saírem os filhos de Israel do Egito, Salomão, no ano 4° de seu reinado sobre Israel, no mês de Zive (este é o mês segundo), começou a edificar a Casa do Senhor”. (1 Reis 6.1)

573 – 480 = 93 anos.  Logo estão faltando 93 anos.

 

Como pode haver diferença tão grande entre os 2 registros se ambos começam a contagem no êxodo e terminam no início da construção do santuário?

O que ocorre é que em 1 Reis 6.1, existe a aplicação da contagem espiritual e em Atos 13.18-22 é aplicado a contagem cronológica.

 

Na época dos juízes, Israel foi levado cativo várias vezes.

 

Por quantos anos Israel perdeu o domínio como nação?

“A ira do Senhor se acendeu contra Israel, e ele os entregou nas mãos de Cusã-Risataim, rei da Mesopotâmia, e os filhos de Israel serviram a Cusã-Risataim 8 anos”. (Juízes 3.8)

 

“Os filhos de Israel serviram a Egrom, rei dos moabitas, 18 anos.” (Juízes 3.14)

 

“Entregou-os o Senhor nas mãos de Jabim, rei de Canaã, que reinava em Hazor.  Sísera era o comandante de seu exército, o qual, então habitava em Hazarote-Hagoim.  Clamaram os filhos de Israel ao Senhor, porquanto Jabim tinha 900 carros de ferro e, por 20 anos, oprimia duramente os filhos de Israel”. (Juízes 4.2-3)

 

“Fizeram os filhos de Israel o que era mau perante o Senhor; por isso, o Senhor os entregou nas mãos dos midianitas por 7 anos”. (Juízes 6.1)

 

“Tendo os filhos de Israel tornado a fazer o que era mau perante o Senhor, este os entregou nas mãos dos filisteus por 40 anos”. (Juízes 13:1)

 

Nesse período, por 5 vezes a nação de Israel perdeu a liberdade e serviu às nações, serviu por quanto tempo?

8 + 18 + 20 + 7 + 40 = 93 anos.

Logo, 1 Reis não contou os anos de servidão, porque foram anos perdidos.

 

Tempo perdido

Depois do novo nascimento, muitos dias e anos podem ser perdidos diante de Deus.  Todo tempo em que se é enredado pelo mundo e pelo pecado, tempo em que não se pode ser chamado de filho de Deus, não é contado.

 

Desde que você nasceu de novo, quantos dias foram contabilizados por Deus, qual é realmente a sua idade diante de Deus?

Todos os anos vividos segundo a sua vontade, segundo a vontade do mundo, são anos esquecidos.

Todo tempo vivido sem serviço e sem comunhão com Deus, são tempo perdido.

 

Desocupados

Parábola dos trabalhadores da vinha.

O Senhor saiu várias vezes para procurar trabalhadores.

Aos olhos de Deus quem não está trabalhando na vinha, é um ocioso, está parado, não está fazendo nada.

Toda a obra, atividade e labor fora da vontade de Deus são vãos!

Há quem tenha vivido todos os seus anos sem ser contabilizado; “o dia todo”, representa toda a vida.

 

Na vinha há todo tipo de trabalho: cavar a terra,  semear, podar, adubar, colher…

O que importa é que cada pessoa, não importa o que se faça, saiba que a posição em que está é realmente de acordo com o propósito de Deus para a sua vida.

 

Desde que você aceitou a Jesus como seu salvador, quantos desses anos você gastou para Deus?

Quanto esforço e dinheiro dedicou para Deus?  

Para quem você tem trabalhado?

 

Uma pessoa pode trabalhar em tempo integral na obra de Deus, e a vontade de Deus é que ela tenha um trabalho secular, ou o contrário: ter um trabalho secular e Deus desejar que ela esteja em tempo integral no ministério, logo é imprescindível a consagração e fazer a vontade de Deus.

 

13 anos

Atos 7 relata que Deus chamou Abraão de Ur dos caldeus, na Mesopotâmia, para que ele deixasse sua parentela e fosse para Canaã. Mas Abraão foi com seu pai, com Ló, com animais… e parou em Harã. Abraão ficou na fronteira de Canaã.

Há muitos cristãos de fronteira

Um cristão de fronteira é um cristão carnal, não é tão mundano como o mundo, mas também não é tão espiritual como um cristão espiritual.

 

Gênesis 12 após a morte de seu pai, Deus novamente chamou Abraão.

Gênesis 12.4, registra que Abraão tinha 75 anos.  Até então não houve registro de sua idade, mas somente quando saiu de Harã.

Todas as coisas em que há interferência do ego, não são contabilizadas por Deus.  

O início da contagem dos dias de Abraão foi a partir de 75 anos.

Em Gênesis 15 Deus dá a promessa de lhe dar um filho.

Em Gênesis 16 por aceitar a sugestão da esposa, Abraão saiu dos propósitos de Deus.

No fim de Gênesis 16 diz que Abraão tinha 86 anos e logo no início de Gênesis 17 diz que ele tinha 99 anos.

 

Houve um lapso de 13 anos, em que não foi registrado nenhum acontecimento.  Foi o tempo do crescimento de Ismael. Foi um tempo não contabilizado.

 

Uma boa pergunta

Nesses anos vividos tivemos experiências, nova luz na Palavra, novas mensagens?

Levamos alguma pessoa aos pés de Jesus?

Conhecemos mais a Deus?

Obtivemos nova convicção quanto à promessa de Deus?

Temos tido nova consagração para Deus?

Tem havido para mim um novo altar?

 

Uma senhora bem idosa disse: “Para mim, um cristão deve usar um dia como um dia.  Essa é a forma de ganhar galardão! Muitas vezes, mesmo juntando dez dos nossos dias, ainda assim não dão um dia”.

 

Aos 99 anos Abraão foi circuncidado.  Circuncisão significa eliminar a Carne.

 

11 dias ou 38 anos

Sobre a jornada dos filhos de Israel no deserto, vemos que Êxodo 12 e Números 13 registram que o povo de Israel levou 2 anos do Egito até Cades.  Por não crerem em Deus, não entraram em Canaã.  E então, a partir do Monte Horebe deram uma volta e depois de 38 anos estavam novamente no Monte Horebe. Foram voltas sem começo nem fim.

 

Deuteronômio 12, diz que partindo do monte Horebe , passando pelo Monte Sinai até Cades-Barnéia, é uma jornada de 11 dias.

 

Tudo indica que, entre o tempo que o apóstolo Paulo foi pela primeira vez pregar em Corinto e a sua primeira carta, ocorreram alguns poucos anos, mas o apóstolo estava decepcionado, pois depois destes 3 a 5 anos, ele esperava que os cristãos de Corinto já estivessem maduros. Porém os encontrou como crianças espirituais.

 

1 Coríntios 3.1-3 -> Eles perderam muitos dias.  Eram velhos na idade e crianças na vida espiritual.

 

Reflexão: Há justificativa bíblica para aceitarmos que  um cristão tenha imaturidade espiritual porque se converteu há apenas 5 ou 8 anos?

 

Uma jovem por causa do pecado estava à beira da morte com tuberculose quando foi levada aos pés de Cristo.  Dias depois quando o senhor que a evangelizou a visitou, a encontrou muito triste, ao perguntar-lhe porquê, ela disse:  “Eu estou deitada aqui quase à morte, e meus dias estão no fim.  Quando estiver diante do Senhor, Ele dirá que ganhei a salvação; porém, que estou levando para Ele?  Minhas mãos estão vazias! Não posso ver meu Senhor com minhas mãos vazias!”

 

Conclusão

Salmo 84.10 –> Um dia nos átrios do Senhor vale mais que mil.

2 Pedro 3.8 -> Um dia pode valer mil.  Mil é como um dia.

A contagem espiritual é diferente da contagem cronológica.

 

Como recuperar os anos perdidos?

“Restituir-vos-ei os anos que foram consumidos pelo gafanhoto migrador, pelo destruidor e pelo cortador, o meu grande exército que enviei contra vós”. (Joel 2.25)

 

Bibliografia: Watchman Nee, “Senhor, ensina-nos a contar os nossos dias. Ed. Árvore da Vida. 2006.

 

Momento Coaching

Sua idade cronológica é congruente com sua idade espiritual?

 

Club Mindset do Relacionamento – um espaço para a construção de Mindset, Auto Estima e Relacionamento.

Compartilhe!

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *